Home » Blog » Selvageria em Jurutí, no Pará: Cultura machista faz nova vítima de estupro coletivo.


O professor Douglas Corrêa Lima, 28 anos; o estudante Fabrício Pereira Almeida, 19, e o pintor Weliton Vieira dos Santos, 28, foram presos pela Polícia Civil, acusados de estuprar uma adolescente, de 17 anos, na última sexta-feira (27), em Juruti, oeste paraense.

De acordo com a PC, eles são acusados de embriagar a vítima com Vodka, durante uma festa, no bairro São Marcos, e depois violentá-la sexualmente. O crime teria ocorrido na casa do professor.

 A jovem realizou exames para comprovar o abuso no Instituto Médico Legal (IML). Os exames médicos comprovaram que ela foi abusada sexualmente. Os acusados negam o crime. Eles estão presos em Juruti à disposição da Justiça. Além do crime de abuso sexual, os rapazes podem ser indiciados por fornecerem bebidas alcoólicas para a adolescente.

Cadastre seu email em nossa Newsletter e receba nossas notícias.

 
© Copyright 2017 Bordalo - Todos os direitos reservados.