Home » Blog » Parlamentar repudia violência no Guamá


O deputado estadual Carlos Bordalo (PT) se pronunciou nesta quarta-feira (29), na Tribuna da Assembleia Legislativa do Pará, sobre a tripla execução ocorrida durante a madrugada no bairro do Guamá. Segundo a imprensa local, um carro preto “fechou” uma van que transportava passageiros. Os criminosos apontaram as armas para três homens e começaram a atirar. Dois morreram na hora e o terceiro morreu no hospital.

O deputado apresentou moção pedindo celeridade no processo de investigação da tripla execução à Secretaria de Segurança Pública do Estado do Pará e à Polícia Civil.  “Assusta cada vez mais a desenvoltura de grupos criminosos agindo em Belém à revelia da lei, do Estado democrático de direito, de qualquer regra. O que aconteceu no Guamá ontem é revelador do quanto a perda de autoridade está cada vez mais sendo aproveitada pelos grupos criminosos. Uma van cheia de passageiros, no bairro mais populoso de Belém, é fechada por um carro preto, descem três homens, fortemente armados, e executam duas pessoas e atiram numa terceira. Isso tudo na frente dos passageiros. Trata-se de uma disputa do submundo dentro desse Estado paralelo que está se formando em Belém, que foi responsável por quase 800 mortes violentas no Pará, somente neste início de ano”, diz o deputado.

Na opinião do parlamentar, Governo do Estado e Prefeitura de Belém têm criado uma verdadeira “indústria de multas”, com a intensificação de blitz em todos os lugares e perseguição a motoristas. “Isto é lastimável, estão agredindo as pessoas. Em vez disso, precisam combater os clandestinos, coibir essas rotas irregulares, para que se possa dar tranquilidade à população. Eram 19h30 da noite quando ocorreram essas execuções, as pessoas estavam retornando do trabalho, do estudo. Isso é inaceitável”, criticou o deputado Bordalo, informando que irá cobrar das autoridades, para que façam deste caso um caso exemplar, abrindo inquérito e levando a julgamento, com a devida punição dos envolvidos. “Belém não pode se tornar refém destes que estão tomando conta da cidade, na ausência, infelizmente cada vez maior, dos poderes municipal e estadual”.

 

Cadastre seu email em nossa Newsletter e receba nossas notícias.

 
© Copyright 2017 Bordalo - Todos os direitos reservados.